Follow by Email

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Informação, Conhecimento e Capital Intelectual

Nas situações mais triviais do nosso cotidiano, somos bombardeados por um sem número de informações. Transformá-las em conhecimento é um grande desafio. O primeiro passo é selecionar a utilidade das informações recebidas - muito daquilo que você recebeu, certamente, deve ir para o lixo. Então, ganhamos outro desafio - como selecionar? Normalmente, a seleção está relacionada com a utilidade - aquela informação que me será útil é a que retenho.
O caráter utilitário da informação nem sempre é objetivo. Nesse caso, entra em jogo o planejamento e as definições de metas. Aqui, transformar informação em conhecimento vai estar relacionado com os objetivos a que nos propusemos. De imediato, há de se perceber que a definição dos caminhos a serem percorridos é variável fundamental no processamento das informações. Construir conhecimento está intimamente relacionado com a preocupação de planejar metas e objetivos... É a gestão do conhecimento na formação do capital intelectual.
Para o educador comprometido com os ideais de uma Educação de melhor qualidade, a conscientização desta formação de capital intelectual - referências do que se sabe, do que não se sabe e do que se precisa saber -, além de representar a medida de seu desenvolvimento pessoal, vai constituir-se em modelo positivo para os educandos.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Recomeço


Recomeçam as aulas, trazendo consigo um sem número de perspectivas. E com esse recomeço, o desejo é o de que novas esperanças e expectativas sejam depositadas, plantadas e cultivadas.
Para fazer uma Educação de melhor qualidade, basta nosso compromisso de fazer desse recomeço uma experiência marcante e positiva para todos. De nossa parte, adentremos aos espaços pedagógicos imbuídos da vontade de transformar... e de nos transformar. Façamos das nossas especialidades e dos nossos potenciais – e todos os têm aos tantos – o combustível certo para que a energia e o entusiasmo não se diminuam. Fiquemos juntos – a união necessária será a força que nos abrirá os caminhos... Saibamos abrir os caminhos, sobretudo! E, mais ainda, saibamos humanizar as estradas por onde passarmos.
A Educação é artefato manufaturado, construído devagar (devagar, mas sólido!). E por ser assim, vai nos exigir certa dose de paciência e de insistência e de persistência e de consistência. Nossas atitudes e nossas reflexões é que farão a diferença...
Que todos tenham um ótimo recomeço de aulas e de descobertas.