Follow by Email

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Anotações - Sobre o entendimento da vida: lições de Câmara Cascudo

O saudoso Mestre Luís da Câmara Cascudo tinha uma máxima, lembrada pelo jornalista Osair Vasconcelos, que bem vale uma reflexão: "O segredo da vida está no entendimento. Se você não entende a vida, torna-se um desajustado.".
Vivemos tempos em que, além de entender a vida, precisamos, também dar significado e entendimento ao que a vida nos reserva. Não podemos, simplesmente, deixar a vida nos levar, como na canção.
Dar entendimento e significado ao que chega é perceber-nos nos movimentos em que nos colocamos. Em que nos colocamos ou nos que somos colocados, já que um pouco de metafísica não faz mal a ninguém. Há um dinamismo todo em viver que, se não tomamos cuidados, acabamos sendo levados nas rodas vivas de que reclamamos tanto, deixando-nos em um limbo de acomodação e de cotidiano rotineiros, nos quais pensamos pouco, sentimos menos ainda e cegamo-nos demasiadamente às percepções necessárias. Acho que é o tal "desajuste" de que fala o Mestre Cascudo.
A ideia de entender algo é referência complexa e elaborada, nos caminhos do desenvolvimento e do aperfeiçoamento. Entender a vida, por sua vez, é o maior exercício a realizarmos, se não quisermos ficar desajustados nos rumos que nos chegam e nos que devemos alcançar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário